03Maio
sistemas de armazenagem de produtos

Sistemas de armazenagem de produtos: 7 tipos mais usados

Uma gestão de estoque eficiente conta com diversas ferramentas para facilitar o trabalho durante o transporte de cargas. Para isso, existem os sistemas de armazenagem, que tem como objetivo organizar, classificar e estocar materiais em um armazém ou depósito. Em cada estrutura, matérias-primas e produtos finalizados são armazenados de acordo com seu peso, tamanho e quantidade. Além de levar em conta as condições operacionais e de espaço para escolher o melhor método para a empresa.

Neste novo artigo da ETIS, você irá conhecer os 7 principais tipos de armazenagem utilizados durante o processo logístico. Confira, a seguir.

Conheça 7 sistemas de armazenagem

Racks

Os racks são estruturas de metal que permitem a verticalização do estoque. Por meio deles, é possível armazenar mais itens utilizando o mesmo espaço disponível, garantindo excelente otimização do local. Geralmente, tratam-se de prateleiras inclinadas que estocam produtos em formato de caixas.

É um dos sistemas de armazenagem mais utilizados em grandes galpões, utilizando toda a sua estrutura vertical. No flow rack, as mercadorias deslizam até o final da estante, evitando avarias nos produtos e prejuízos financeiros. A organização nesse tipo de armazenagem deixa a situação bem nítida, caso seja necessário repor o estoque.

Sistema WMS

O Sistema de Armazenamento WMS é um software de gestão inteligente que promove um correto controle do estoque. Todos os processos de movimentação dos produtos são administrados e rastreados, como entrada e saída de materiais e cadastro de itens estocados.

Além disso, o espaço disponível é gerenciado perfeitamente para alocar mais produtos. O intuito é melhorar a produtividade do armazém em diferentes aspectos, como registro de dados e tomada de decisão.

Estantes

Um dos sistemas de armazenagem mais simples são as estantes. Elas são divididas em dois tipos: as leves e as cantilever.

As estantes cantilever são grandes, resistentes e não exigem a fixação em pilares ou paredes. São ideais para armazenar cargas de grandes dimensões e pesos elevados, como barras, tubos, perfis de metal e placas de madeira. Mercadorias compridas também são estocadas nesse tipo.

As estantes leves servem para estocar cargas menos usadas, com um tamanho menor e peso inferior. A capacidade de cada prateleira varia entre 50 e 300 quilos. No entanto, pode haver a necessidade de reforçar o equipamento para aumentar sua capacidade gradualmente.

Mezanino

Os mezaninos são construídos em aço inoxidável de alta resistência. Eles permitem um armazenamento vertical duplo ou triplo, otimizando o processo de estocagem. O armazenamento pode ser feito tanto em cima da sua estrutura, quanto embaixo dela. Inclusive, é possível instalar elevadores industriais para que os operários possam se locomover. Prateleiras também são utilizadas nesse espaço.

Carrossel

Os sistemas de armazenagem do tipo carrossel são formados por um conjunto de estantes com prateleiras que se deslocam horizontalmente. Permitem armazenar diversos produtos, como caixas, pneus e roupas, e, por isso, são utilizados por indústrias variadas. Os itens estocados neste tipo são leves. Por isso, podem ser manuseados de forma manual, rápida e eficiente até às áreas de trabalho. Entre as vantagens, há a redução do espaço de armazenamento e dos custos de energia para equipamentos.

Porta paletes

Formados por estruturas de aço, este é um dos sistemas de armazenagem ideais para cargas que vêm em paletes. Suporta itens mais pesados e, por isso, requer a utilização de empilhadeiras para alcançar os suportes superiores. É indicado para empresas que possuem grande movimentação de estoque e variedade de produtos. Além disso, sua estrutura permite uma redução considerável do espaço ocupado.

Drive-in e Drive-thru

Os sistemas de armazenagem Drive-in e Drive-thru utilizam metade da área de um porta palete convencional. As cargas são sobrepostas, evitando um possível esmagamento acidental. Oferecem alta capacidade de estocagem de produtos paletizados, promovendo máximo aproveitamento de espaço.

O Drive-in trabalha na modalidade LIFO (Last In, First Out). O último item armazenado é o primeiro a ser retirado da estrutura. Inclusive, as operações de entrada e saída de mercadorias são realizadas pela mesma extremidade da base. O Drive-thru trabalha do mesmo modo, porém permite que a entrada e saída de materiais seja realizada por ambos os lados. Aliás, nesse sistema, as empilhadeiras podem transitar livremente.

Você sabia que a ETIS utiliza os sistemas de armazenagem supracitados durante o transporte de cargas no RJ? De acordo com as características de cada serviço, aliamos nossas forças às necessidades dos clientes e criamos situações ideais para transportar sua mercadoria com segurança. Realizamos içamento, mudanças comerciais e residenciais, guarda-móveis e muito mais! Entre em contato conosco e solicite seu orçamento agora mesmo!

Compartilhe:

Posts RecentesCategoriasTags